user_mobilelogo

Qualquer empresa ou outro tipo de organização tem uma razão de existir, normalmente denominada de “MISSÃO”.
Para se alcançarem os propósitos da Missão, há que definir políticas de longo prazo, que, postas em prática, deverão permitir caminhar em direcção à Missão.
Uma das políticas essenciais das organizações, especialmente nas empresas industriais mas também nas prestadoras de serviços, é a Política da Qualidade.
Desde há muito que a qualidade dos produtos e serviços fornecidos constitui um valioso património imaterial e, a par com o preço e a capacidade de entrega das encomendas, é um factor de decisão do Cliente na escolha dos seus fornecedores.

As duas faces da Qualidade
Mas não é apenas suficiente fornecer produtos ou serviços conforme as expectativas dos Clientes, aspecto determinante para os fidelizar), a chamada “Qualidade Externa”, que garante que as empresas alcancem os seus objectivos e metas.
Na realidade, a qualidade externa é apenas o resultado da outra face da qualidade, a “Qualidade Interna”a qual corresponde à qualidade dos processos, dos meios materiais, dos equipamentos, dos recursos humanos e da gestão em geral, isto é, de todos os aspectos da organização e do funcionamento interno da empresa.
Para proporcionar a qualidade interna e, consequentemente, a externa, as organizações desenvolvem o seu Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), o qual padroniza os processos de trabalho e de gestão e os métodos de controlo sobre os mesmos, visando a máxima eficiência, a eficácia na tomada de acções, com o foco na satisfação do Cliente e na melhoria contínua dos processos.
Para suportar a grande parte das actividades da qualidade é utilizado um conjunto de metodologias e ferramentas técnicas denominadas vulgarmente por Ferramentas da Qualidade.

OBJECTIVOS
O Ciclo de Formação e Treino em Ferramentas da Qualidadeaborda as matérias técnicas aplicadas na gestão da qualidade, na inspecção dos produtos, controlo dos processos e no desenvolvimento de produtos e processos. Os principais temas desenvolvidos no ciclo são:

·    Aspectos globais da qualidade, as suas origens e percursores (os Gurus)
·    A estatística aplicada à qualidade
·    As 7 ferramentas clássicas da qualidade
·    As 7 ferramentas de apoio à gestão da qualidade
·    O controlo estatístico da qualidade (CEQ) e do processo (CEP)
·    As ferramentas utilizadas no desenvolvimento dos produtos e processos (Análise do modo de falha, efeitos e criticidade – AMFEC, Desenho de experiências – DoE, Desdobramento da função qualidade – QFD)

São também facultadas referências a bibliografia e sites na internet e fornecida documentação dos cursos e de apoio num CD-ROM.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
O Ciclo de Formação e Treino em Ferramentas da Qualidadedo SERS está estruturado em quatro módulos, organizados segundo uma sequência lógica de aprofundamento das matérias.

Em todos os módulos, acompanhando as matérias teóricas, são dados exemplos de casos reais e realizados exercícios de aplicação com utilização de ferramentas informáticas. É recomendável que cada formando traga o seu computador portátil com o programa MS Excel para os módulos B, C e D.
A estrutura e o programa dos módulos são apresentados no quadro da página 3.

FORMADOR                                                                       

José Pedro Amorim Rodrigues da Silva
Engenheiro Mecânico – Consultor - Formador
(CAP de Formador nº EDF 405117/2006DL)
Tel. 218124609 Tm. 919729496, 926905401
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

http://www.freewebs.com/leanemportugal